Make your own free website on Tripod.com
Manipulação

A CURA NATURAL PLANTAS, ERVAS, RAÍZES E ALIMENTOS

HOME

PLANTAS

PROPRIEDADES

DICAS

DOENÇAS

ÓRGÃOS

CONTATO

RELATOS

Envieseurelato

PRODUTOS 

ESPECIALISTAS

ORNAMENTAIS

FITOTERAPIA

GLOSSÁRIO

VivacomSaúde

BIBLIOGRAFIA

 

Home   Plantas Medicinais   Propriedades das Plantas Medicinais   Dicas   Doenças  Órgãos   Contato   Relatos   Envie seu relato   Produtos Naturais   Especialistas   Plantas Ornamentais   Fitoterapia   Glossário    Viva com Saúde   Bibliografia

Dicas de como preparar e utilizar as plantas Medicinais


Manipulação de Plantas Medicinais


Cuidados
Alguns cuidados são necessários para evitar problemas:

  • Utilizar plantas botanicamente identificadas;

  • Não coletar plantas em beiras de estradas, lavouras e outros locais que ofereçam risco de contaminação. Cultivá-las ou adquirí-las de locais de idoneidade comprovada;

  • Usar somente a parte recomendada da planta, manipulando-a e utilizando para a terapêutica indicada, pois algumas apresentam efeitos tóxicos, alucinógenos e outros;

  • Evitar a mistura de plantas com efeitos diferentes, por exemplo: calmantes com estimulantes, pois anulam ou potencializam o seu efeito medicinal;

  • As doses recomendadas são diferentes, variando de acordo com a faixa etária e indicação terapêutica.


Formas de Uso
As plantas medicinais podem ser preparadas de diversas formas, para uso interno ou externo.
As mais comuns no tratamento caseiro são:

Uso Interno

  • Chá ou infusão: colocar as plantas em um recipiente e sobre elas despejar água em início de ebulição, abafar e deixar em repouso por no mínimo 10 minutos e coar antes do uso. É importante abafar, principalmente quando se utiliza folhas e flores, para evitar que percam suas propriedades medicinais.

  • Os chás podem ser tomados:

Quentes: para gripes, resfriados, bronquites e febre, podendo ser adoçados com mel;

Mornos: para insônia e como calmantes;

Frios ou gelados: para insônia e como calmantes;

  • Cozimento ou Decocção: Colocar as plantas em um recipiente esmaltado ou de vidro com água e ferver por 10 a 15 minutos. Aguardar 10 minutos e coar. Este método é mais utilizado para sementes e raízes.

Preparar dose necessária só para um dia,
guardando protegido em local e embalagem escura.

  • Maceração: colocar as plantas em contato com líquido, que pode ser água, vinho, álcool de cereais, cachaça, vinagre ou óleo, por um período mínimo de 12 horas. Cada tipo de maceração tem um método específico de preparo, os mais simples são: garrafadas, vinhos e óleos medicinais.

  • Xarope: preparar com chá de plantas (abafado ou cozido) e espessar com açúcar ou mel. Deve ser preparado em pequena quantidade, guardado em frasco bem limpo e escuro e conservado na geladeira. Utiliza-se para o tratamento de tosse ou bronquite.

  • Tisana ou chá composto: misturar várias plantas com o mesmo efeito medicinal e preparar abafado ou por decocção.

  • Suco: usar planta fresca triturada com água no liqüidificador, deixar descansar por 5 minutos e coar.

  • Pó: triturar a planta seca até formar pó fino que pode ser utilizado misturado ao leite, em sucos ou mel.

  • Inalação: derramar água fervente sobre a planta medicinal num recipiente que permita a pessoa, com a cabeça coberta, aspirar o vapor desprendido;

 

Uso Externo

  • Cataplasma:  preparar com plantas frescas, que após lavadas, podem ser trituradas até formar uma pasta. Colocar entre dois panos finos e aplicar sobre o local a ser tratado. Não utilizar sobre feridas abertas.

  • Ungüento: aquecer a vaselina com as plantas, misturando bem e deixando em repouso por alguns minutos. Coar e guardar em recipiente fechado e escuro. Utilizar quando frio.

  • Compressa: preparar uma infusão ou decocção. E ainda quente, embeber um pano de algodão ou gaze e aplicar no local a ser tratado. Cobrir a compressa com outro pano para manter o calor.

  • Banho: preparar uma infusão, decocção ou maceração para lavar a área a ser tratada. O banho pode ser parcial ou de corpo inteiro. Observar a temperatura da água de acordo com o tipo de banho.

  • Tintura: preparar um macerado com álcool. Utilizar diretamente no local afetado e/ou em massagens. Podendo ser utilizada também para uso interno, mas diluída em água.

 

Outros produtos como pomadas e loções, também podem ser preparados e utilizados para tratamento específicos.

Usar sempre utensílios de vidro ou porcelana (louça) para manipulação de plantas medicinais.



fgfgfgfgfgfgfgfgfgfgfgfgfgfgfgfgfg

Endereço de correio eletrônico
Informações gerais: carvagner@zipmail.com.br