Make your own free website on Tripod.com
Propriedades

A CURA NATURAL PLANTAS, ERVAS, RAÍZES E ALIMENTOS

HOME

PLANTAS

PROPRIEDADES

DICAS

DOENÇAS

ÓRGÃOS

CONTATO

RELATOS

Envieseurelato

PRODUTOS 

ESPECIALISTAS

ORNAMENTAIS

FITOTERAPIA

GLOSSÁRIO

VivacomSaúde

BIBLIOGRAFIA

 

Home   Plantas Medicinais   Propriedades das Plantas Medicinais   Dicas   Doenças  Órgãos   Contato   Relatos   Envie seu relato   Produtos Naturais   Especialistas   Plantas Ornamentais   Fitoterapia   Glossário    Viva com Saúde   Bibliografia

Propriedades das Plantas Medicinais

Afrodisíacas   Aumentam o desejo e a capacidade sexual. Em outras palavras, essas plantas tonificam e revitalizam o organismo. Exemplo: cebola, hortelã-pimenta, pimenta-do-reino, segurelha, Baunilha, Gengibre, Cálamo-aromático, caneleira, açafrão, Genciana, Ginseng, Damiana, Sálvia, Alecrim.

Anafrodisíacas   Diminuem o desejo sexual. Exemplo: lúpulo, alface-brava, canforeira, lírio-d'água, sabugueiro-bravo.

 

Antibióticas   Possuem ação antibiótica: alho, bardana, cebola, pulsátila, rabanete, rábano, drósera, uva-ursina.

 

Antissépticas. (infecções externas) – arnica, bardana, limão, eucalipto, malva branca.

Abortivas   São plantas tóxicas que devem ser evitadas durante a gravidez. Exemplo: losna, açafrão, agrião, aloés, boldo, buxo, cafeeiro, cáscara-sagrada, romanzeira, salsa, sálvia, sene-da-índia, tanaceto.

Antiespasmódicas   Impedem os espasmos dos órgãos ocos (estômago, intestinos, canais biliares e urinários, útero) controlados pelo sistema nervoso vegetativo. Exemplo: alfazema, angélica, anis-estrelado, arruda, artemísia, avenca, camomila, cominho, abeto, erva-cidreira, funcho, hortelã-pimenta, limoeiro, loureiro, manjericão-roxo, manjerona, mil-folhas, orégano, maracujá, poejo, pulsátila, sálvia, segurelha, tília, valeriana, verbasco, verbena, verônica-macho.

Antidiarréicas   São plantas que estancam as diarréias, agindo por um ou por vários mecanismos (adstringente, absorvente, anti-séptico, anti-espasmódico intestinal). Exemplo: cenoura, verbena, gerâneo, chá-preto, murta, segurelha, gravioleira, amieiro, castanheiro, macieira, morangueiro, tomilho.

Adstringentes  Cicatrizantes - Constringem e retiram a umidade da pele e mucosas. Exemplo: Alfazema,  Agrimônia,  Cardo-Santo, Camomila, espinheira-santa, eucalipto, ipê-roxo, limão, malva, Mirra em pó, Carvão vegetal, Bálsamo de peru, Hera Terrestre, casca de romã, pedras-ume em pó, aloés ou babosa.

Balsâmica  de ação suavizadora do aparelho respiratório. Exemplo: Alfazema, Cipreste, eucalipto, copaiba, guaiaco, manjerona, hipérico, tomilho.

Broncodilatadoras  Dilatam os brônquios. Exemplo: Tussilagem, visnaga, éfedra, assa-fétida.

Calmantes   Exemplo: Alface, Cidreira, Gatária, Maracujá, Melissa, Rosa-branca, Tília, Valeriana (raiz), Laranja (flores), Lúpulo.

Cicatrizantes   Exemplo: Alecrim, Babosa, Calêndula, Cardo-Santo, Guaçatonga, Mil-Folhas, Rubim, Tanchagem.

Coleréticas   São plantas que aumentam a quantidade de bile segregada pelo fígado.   Exemplo: Tília, oliveira, hortelã-pimenta, alcachofra, Fel-da-terra, boldo, rabanete, dente-de-leão, genciana, quássia, cavalinha, graviola, cáscara-sagrada, calêndula, artemísia, alecrim, mil-folhas, aloés.

Colagogas   São plantas que facilitam o esvaziamento da bíliscotida na vesícula biliar para o duodeno.   Exemplo: Tília, oliveira, hortelã-pimenta, alcachofra, Fel-da-terra, boldo, rabanete, dente-de-leão, genciana, quássia, cavalinha, graviola, cáscara-sagrada, calêndula, artemísia, alecrim, mil-folhas, aloés.

Depurativas ou Sudoríparas São plantas que facilitam a eliminação, através da urina ou do suor, de substâncias residuais que circulam no sangue e que tendem a depositar na pele. Exemplo: Bétula, salssaparrilha, Angélica, sauco, camomila e sabugueiro.

Digestivas  (digestão lenta) quássia, genciana (raiz), sálvia, menta, camomila, carqueja, anis estrelado, boldo.

Diuréticas   Apresentam uma ou várias das seguintes ações medicinais:

  • Natriurética ou diurética sódica: quando facilitam principalmente a eliminação de ais sódicos como cloreto de sódio (sal comum). São ricas em potássio. São recomendadas especialmente em caso de Hipertensão arterial, edemas, afecções cardíacas e curas de emagrecimento (dieta associada a tratamentos naturais). Exemplos: cenoura, visco, cebola, pulmonária, alcachofra, fumária, ananás, macieira, piteira, grama, cardo-penteador, parietária,feijoeiro, quaresmas, estigmas de milho, aspargo, bardana (raiz), cavalinha, chapéu de couro, salsa(raiz).

  • Clorúrica: quando aumentam a eliminação de água e de diversos cloretos (sódio, potássio, amônio, etc). As plantas que exercem esta ação são diuréticas de uso geral. Exemplos: cafeeiro, giesteira-das-vassouras, cipreste, rainha-do-bosque, gálio, dente-de-leão, ananás, grama, aipo, uva-ursina, bétula, sete-sangrias.

  • Uricossúrica ou diurética úrica: quando atuam eliminando ácido úrico pela urina. São empregadas como depurativas em caso de gota ou artritismo (reumatismo de origem úrica). Exemplos: dente-de-leão, cardo-santo, piteira, cana-do-reino, bétula, cardo-penteador, morango, zimbro.

  • Diurética uréica: quando facilitam especialmente a eliminação de uréia, que ao lado do ácido úrico, é um dos resíduos tóxicos do metabolismo das proteínas. Usam-se as plantas diuréticas sobretudo quando existe um certo grau de insuficiência renal. Exemplos: cana-do-reino, barosma.

  • Oxálica e fosfatúrica: quando favorecem principalmente a eliminação, pela urina, de oxalatos e fosfatos, respectivamente, que costumam ser os causadores das areias e dos cálculos renais. Exemplos: Alcachofra, bétula, cardo-corredor.

Eméticas   São plantas que provocam vômito com a finalidade terapêutica. Usam-se para esvaziar o estômago em caso de intoxicação acidental (envenenamento) ou de indigestão. Exemplo: Ásaro, ipecacuanha, condurango, fitolaca.

Expectorantes  São plantas que exercem ação sobre as vias respiratórias, ajudando a expulsar o catarro dos canais bronquiais. Exemplo: Altéia, eucalipto, guaco, malva, parietária, orégano, rabanete, sálvia, tília, pulmonária, violeta.

Estimulantes  Exemplo:  aipo (completo), Angélica, alecrim, alho, hortelã, manjericão, rabanete, salsa, sálvia, tomilho.

Fortificantes   Exemplo: agrião, alfafa, couve, espinafre, feno-grego, salsa, sálvia.

Galactagogas   Facilitam a secreção de leite nas mulheres que amamentam. Exemplo: Urtiga-maior, aneto, alcarávia, cominho, anis verde, galega, melissa, Angélica, erva doce, cidreira, hortelã.

Hemostáticas   Detém as hemorragias, tanto dos órgãos internos como dos externos. Exemplo: hamamélis, tanchagem, videira, mil-folhas, cavalinha, sanguinária maior, bolsa de pastor, broto de goiaba, pó de pedra ume, visco (viscum album L)

Hipotensoras   Exemplo: alho, limão, sabugueiro, sete-sangrias.

Laxantes  São plantas que facilitam a evacuação sem exercer função irritante no organismo. Exemplo: Oliveira, alfafa, zaragatoa, amor-perfeito, sabugueiro, dente-de-leão, tamarindeiro, beldroega, aspargo, malva, linhaça, sene, bago de zimbro.

Narcóticas  São plantas que provocam sono profundo diferente do sono natural. Exemplo: erva-moura, doce-amarga.

Peitorais  São plantas que atuam sobre as afecções do aparelho respiratório. Exemplo: girassol, cebola, papoula, rabanete.

Purgantes  São plantas que facilitam ou aceleram o trânsito intestinal geralmente acompanhada de irritação do intestino. Devem ser usadas com prudência e recomenda-se uma consulta médica prévia para descartar alguma oclusão intestinal mecânica (tumor, volvo, torção intestinal, etc,) como causadora da prisão de ventre. Neste caso, essas plantas são contra-indicadas.
Exemplo: Sene-da-índia (folhas e sementes), cáscara-sagrada (casca), aloés (sumo das folhas)

Vermífugas    Exemplo: Alho, semente de abóbora, hortelã, erva-de-santa-maria, quássia, feto-macho, cebola.


Salicílicas São plantas que constituem uma alternativa natural à aspirina e outros fármacos analgésicos ou antiinflamatórios. Exemplo: Amor-perfeito, calêndula, macieira, morangueiro, pulmonária

Sedativas São plantas que acalmam a excitação do sistema nervoso e têm ação equilibradora/reguladora do sistema nervoso central e vegetativo. Exemplo: Alfazema, aveia, cálamo-aromático, erva-cidreira, laranjeira, limoeiro, lúpulo, maracujá, tília, valeriana, verbena.

 

Falta de Apetite   Fumaria, trevo d’água, menta, alecrim, quássia, dente de leão.

 

Diabete   Pau tenente, extrato de jambolão, pata de vaca,  vagem, tremoço.

 

Febres Infecciosas – menta, verbena, estigmas de milho,, cavalinha, trevo d’água.

 

Febres Simples – tília, camomila, estigma de milho, sabugueiro.

 

Debilidade do coração – levítico, mil em rama, raiz de valeriana, anis verde e menta.

 

Taquicardia – melissa, tília, valeriana e espinheiro branco.

fgfgfgfgfgfgfgfgfgfgfg

Seja nosso sócio

Clique aqui e ganhe com seu site.

Tom 3x4

fgfgfgfgfgfgfgfgfgfgfg

Endereço de correio eletrônico
Informações gerais: acuranatural@yahoo.com.br

Home   Plantas Medicinais   Propriedades das Plantas Medicinais   Dicas   Doenças  Órgãos   Contato   Relatos   Envie seu relato   Produtos Naturais   Especialistas   Plantas Ornamentais   Fitoterapia   Glossário    Viva com Saúde   Bibliografia