Make your own free website on Tripod.com
Dicas

A CURA NATURAL PLANTAS, ERVAS, RAÍZES E ALIMENTOS

HOME

PLANTAS

PROPRIEDADES

DICAS

DOENÇAS

ÓRGÃOS

CONTATO

RELATOS

Envieseurelato

PRODUTOS 

ESPECIALISTAS

ORNAMENTAIS

FITOTERAPIA

GLOSSÁRIO

VivacomSaúde

BIBLIOGRAFIA

 

Home   Plantas Medicinais   Propriedades das Plantas Medicinais   Dicas   Doenças  Órgãos   Contato   Relatos   Envie seu relato   Produtos Naturais   Especialistas   Plantas Ornamentais   Fitoterapia   Glossário    Viva com Saúde   Bibliografia

Dicas de como preparar e utilizar as plantas Medicinais

Clique no assunto desejado

MACERAÇÃO   DECOCÇÃO   INFUSÃO   CATAPLASMAS   EMPLASTOS   SALADAS   SUCOS   XAROPES   COMPRESSAS   GARRAFADAS   CALDOS   TINTURAS   INALAÇÕES   GARGAREJO      MANIPULAÇÃO

fgfgfgfgfgfgfgfgfgfgfgfgfgfgfgfgfg

Neste caso, para poder retirar todos os princípios medicinais de uma ou mais plantas, é preciso colocá-las num 
recipiente com tampa (urna garrafa, por exemplo) e acrescentar uma dose pré-estabelecida de água fria, álcool, 
vinagre ou vinho. Esse processo pode demorar de algumas horas a alguns dias, conforme especificar a receita.
Também é necessário coar o líquido obtido.

Esse tipo de preparação de medicamento é utilizado quando a erva indicada pertence a categoria de plantas que 
não perdem a eficácia quando, expostas ao calor. 0 método da decocção também é adotado quando a receita 
especificar o uso das raízes, cascas, ramos e sementes, que pertençam a plantas compactas e lenhosas. Nesse 
caso é necessário submeter a parte indicada da planta ao cozimento, em doses de água que variam de acordo 
com cada receita. A ebulição deve acontecer em fogo brando, podendo durar de algumas horas a poucos minutos,
conforme a indicação. A decocção usualmente deve ser coada com um filtro de papel ou coador de pano. Para 
maior aproveitamento, deve-se espremer a papa obtida entre os dedos, retirando assim o máximo de suco. 
0 cozimento é que vai permitir retirar da planta todos os seus princípios ativos.

Para preparar uma infusão é necessário cortar em pequenos pedaços a parte da planta que se for utilizar, tanto 
pode ser a folha, como as flores, raízes, caule etc. Em seguida, jogar água fervente. 0 recipiente utilizado deve ser 
fechado com uma tampa. A infusão deve durar, no mínimo, quinze minutos. Da mesma forma que a decocção, 
para coar utiliza-se filtro de papel ou então coador de pano.

CATAPLASMA OU EMPLASTO

Para a preparação do cataplasma utilizam-se, sempre, ervas frescas, que devem ser esmagadas até que se 
obtenha uma substância semelhante a uma papa. Em alguns casos específicos, a erva pode ser fervida em um 
pouco de leite., ou vinagre. Nos dois casos esperar que o liquido evapore completamente. Em seguida colocar a 
papa entre dois pedaços de gaze ou tecido bem limpo, de preferência linho, e aplicar sobre aparte do corpo 
afetada. 0 cataplasma costuma ser utilizado para o tratamento de dores reumáticas, inflamações da pele, 
inchaços, contusões, ulcerações, feridas e chagas.

SALADAS

É a forma mais natural de se empregar uma erva. Procure sempre hortaliças e folhas de hortas conhecidas que não utilizem agrotóxicos e que estejam livres de contaminação. Recomenda-se usar tres a quatro qualidades por salada.


SUCOS

O material é triturado, com água, depois espremido e coado para separar o suco. Para períodos de stress os sucos de frutas são incomparáveis, pois são facilmente assimiláveis pelo organismo. Os princípios vitais, os minerais e vitaminas são obtidos de plantas frescas, de preferência recém-colhidas. As folhas podem ser maceradas e espremidas num coador inox ou passadas pela centrífuga. Esse suco puro deve ser administrado na dosagem aconselhada.


XAROPES

É o extrato das propriedades curativas das plantas em mel. O material a ser usado é mel de abelha-europa ou jataí, vasilhas de louça ou vidro, esterilizadas e plantas frescas ou secas, devidamente limpas.


COMPRESSAS

Consiste em molhar pedaços de algodão ou linho cru em chá forte, de plantas e aplica-se na região afetada. Os chás quentes têm efeito sedativo sobre inchaços, nevralgias, contusões, reumatismo, gota, etc.


GARRAFADAS

São feitas com diversas plantas medicinais misturadas dentro de uma garrafa com álcool, vinho ou cachaça.


CALDOS

São muito usados nos casos de convalescença, enjôos comuns, debilidade digestiva por fator nervoso, etc. Consiste em oferecer ao organismo as propriedades curativas das plantas em água quente, temperada, geralmente com sal.


TINTURAS

O material é moído e posto em meio litro de álcool, durante 2 dias, depois coado.


INALAÇÕES

É quando você respira o vapor produzido pelo chá aquecido de uma planta curativa.


GARGAREJO

São úteis em caso de inflamação das amígdalas, rouquidão, faringite e laringite.


É uma boa e prática maneira de guardar as plantas e suas propriedades curativas por um tempo maior. Devem ser substituidos no fim de 6 meses.

Material usado:

    • Vasilhas pequenas de vidro ou louça, devidamente esterilizadas.
    • Cascas, caules ou folhas secas.
    • Liquidificador, máquina de moer ou pilão de cobre esterilizado e bem seco.
    • As cascas de certas plantas podem ser raspadas na forma de pó, com faca afiada.

Como fazer:

    • Moer a erva
    • Rotule a embalagem.
    • Tampe muito bem.
    • Guarde em local seco e fresco.
    • Use quando necessário.

Pós que você deve ter em casa:

    • de feno-grego (das sementes);
    • de semente de acelga;
    • de casca de carvalho;
    • de tronco de eucalipto carbonizado (carvão de eucalipto);
    • da semente de girassol tostada e moída;
    • das sementes de gergelim torradas e moídas.

Seja nosso sócio

Clique aqui e ganhe com seu site.

Tom 3x4

fgfgfgfgfgfgfgfgfgfgfgfgfgfgfgfgfg

Endereço de correio eletrônico
Informações gerais: acuranatural@yahoo.com.br

Home   Plantas Medicinais   Propriedades das Plantas Medicinais   Dicas   Doenças  Órgãos   Contato   Relatos   Envie seu relato   Produtos Naturais   Especialistas   Plantas Ornamentais   Fitoterapia   Glossário    Viva com Saúde   Bibliografia